9.12.08

Fragmento #70 - Menu

Reuni-me em minha casa com a equipa Big Ode, para reflectirmos sobre o que temos feito, uma espécie de balanço de dois anos de actividade, de como já conseguimos fazer omeletas, mesmo sem ovos e activar a criatividade para o futuro. Consciencializámo-nos de que somos um grupo de amigos reunidos em torno de um delírio nada rentável, mas do qual temos desfrutado da melhor forma possível, aprendendo muito, cada passo foi sempre um novo espaço. Preparei para o jantar: uma deliciosa sopa de legumes, bifes de atum (em cebolada), esparregado, salada de tomate com pimento assado, cortado em tiras e temperado com azeite das terras do além Tejo (Enchoé), vinagre balsâmico e orégãos; havia ainda umas supostas batatas cozidas, que iriam passar pelo dito azeite frito com alho picado, para finalmente temperá-las com coentros; distrai-me e as batatas cozeram demais, ao colocá-las no azeite, desfizeram-se, resultando um excelente puré. Não vos dou mais pormenores sobre este puré criado a partir de um erro, por causa dele estou a pensar dedicar-me de vez à culinária; tudo o que tem textura de papa deixa as pessoas felizes porque lhes recorda a infância; e a culinária é a arte maior, muito mais abrangente que as outras, porque engloba todos os sentidos, cozinhar com arte e degustar uma boa refeição é uma elevação do instinto de sobrevivência. Acho também que será a única arte com a qual irei ganhar dinheiro, cheguei a essa conclusão quando vi a Sara a servir o menu nos pratos de forma a ficarem geometricamente apetecíveis também ao olhar e começou o ritmo dos talheres no prato, música que levou ao nosso interior o menu partilhado com gosto – o estupor do Kant foi lembrar-se deste termo na analítica do belo, o gosto, juízo de valor que estava na língua, sentido baixo a ser elevado com a nobre visão e audição. Também poderei criar menus de língua, de vaca por exemplo, com muito gosto, Rossini iria entender e apreciar de certeza.

Maria João

3 Comments:

At 9:40 da manhã, Blogger L. said...

engraçado, hoje também resolvi dar um cheiro gastronómico ao meu blog

 
At 12:46 da tarde, Blogger Luis Eme said...

sorri ao ler-te...

(embora a verdadeira questão não seja para sorrir... o valor que se dá à cultura neste país...)

 
At 1:03 da tarde, Blogger etanol said...

L: cheiros gastrnómicos são sempre benvindos!

Luís: importante é delirar, até porque o Sr.Kant também era pouco dado às artes visuais. O Sr. Rossini para além das belas óperas e também se dedicava à culinária.

;)
Maria João

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home