28.3.06

Guided by Words: blue

Agora que perguntas, nem sei bem porquê “azul”, não, não teve nada a ver, é apenas uma cor, também podia ter sido branco ou vermelho, ou cor de burro quando foge, se é que o burro deixa cor, coisa mais estapafúrdica, sim também temos uma hora estapafúrdica com a música governada por leds em contagem decrescente – achas que a música serve para alguma coisa? - não sei, a mim torna-me mais humano, - mas toda a música, mesmo a estapafúrdica? – sim, parece-me que sim, toda a música. Não me podes contar nada com piada? (1. voz natural da cria das aves. = PIADO.) Posso, o que te vou contar teve piada (2. dito espirituoso. = BRINCADEIRA, GRAÇA). Ao fundo da cabine foi projectado um vídeo e durante quatro horas a sósia da Ginger Rogers deu à perna como uma louca. – Achas que aceleraram a Ginger Rogers? – Acho, acho que era demasiado rápido, como se as pernas estivessem possuídas por uma vertigem, mas a piada (3. Qualidade da pessoa ou da pessoa que diverte, que é engraçada, que faz rir. = GRAÇA, ESPIRITO) resultava da música porque o Ian Dury cantava “Spasticus (Autisticus)”, o Ian Dury tinha uma paralisia, era espástico, assim meio hirto, mexia o corpo como um bloco, um corpo puxado por elásticos e a sósia da Ginger a dançar toda ligeira e o Ian Dury a cantar “I'm spasticus, I'm spasticus I'm spasticus autisticus”. - E achas que isso tem alguma piada? (Característica de quem ou daquilo que desperta algum interesse. = ATRACTIVO, GRAÇA) - Não sei, não era bem piada (Aum. piadão. Dim. Piadinha), era apenas como se tudo tivesse um segundo sentido triste e ridículo. - Isso não tem nada a ver com aquele bilhete de que me tinhas falado? Qual bilhete? – Aquele que dizia: “Mete Tiga, mete Cure”. – Não, não tem nada a ver. – Já vos pediram algum disco? – Já, ontem pediram rock. – E vocês ? – Primeiro fizemo-nos caros e pusemos um disco estapafúrdico. E ele? – O gajo não gostou, mas depois levou com Sex Pistols. – Boa, fizeram bem. Um dj não é uma jukebox. – Pois não. – Gostas da palavra dj? – Não, mas gosto da palavra jukebox. – Podias substituir a palavra dj por jukebox. – Podia, mas teria de ser uma jukebox caprichosa, só tocava o que lhe apetecia, com ou sem moeda. Tu seleccionavas o “Love Me Tender” e saía-te o “Rita, Hot Pussy I Hate You”. – Ias levar muitos pontapés. Olha mas podia chamar-se jukebox estapafúrdica. – Podia, gosto dessas duas palavras “jukebox estapafúrdica”. - Gostas de palavras? – Às vezes gosto. – Achas que as máquinas têm vontade própria? – Não, acho que não. – Porque é que perguntas isso agora? – Não sei, lembrei-me, apeteceu-me, nem tudo tem que ter sentido. – Tens razão, é como na música. Àquela hora “A Feira de Acari” parecia ser despropositada, uma coisa estranha. - Como o Ian Dury e a sósia da Ginger Rogers? – Sim, como o Ian Dury e a sósia da Ginger Rogers. – Achas que vai continuar a chover por muitos dias? – Não sei, gostava que isso não acontecesse. – Achas a chuva parecida com a música? – Nunca pensei nisso, talvez possam ser muito parecidas. – Achas que podem ser sósias?

# Quinteto TatiUma para o caminho
# Dinosaur LYour bean 1
# Lizzy MercierWawa
# Chico Science & Nação ZumbiRisoflora
# SoulwaxE-Talking
# LCD SoundsystemTribulations
# ToastGet tender
# Ian DurySex and drugs and rock n`roll + Spasticus (autisticus)
# força do RapFeira de Acari
# PeachesFuck pain away
# Domenico + 2Telepatia
# Sven LibaekShark attack theme
# TigaGood as gold
# Lee DorseyWho`s gonna help brother gett further
# Dollis, Bo & The Wild MagnoliaHanda Wanda
# Grupo ArembepeIalá
# Jorge BenComanche
# Ruy MingasMinha infância

Palavra passe da quarta-feira santa: light.
Luis Germano Fonseca

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home