10.7.07

ONDJAKI, “OS DA MINHA RUA”

[ONDJAKI, “OS DA MINHA RUA”, Caminho (2007)]


escreve como quem fala: fala.
não se é escritor, por que o resto possa entrar.
quem lá viveu é que sabe, são eles que contam, a vida existe
mesmo - quando o escritor deixa a rua em paz. rua do ondjaki cheia;
de gente que come com a boca que tem e não com a boca do escritor que mente. o escritor sai porque os outros não se querem personagens. um livro sem personagens e sem escritor não é literatura porque a literatura mete as pessoas dentro de personagens e depois elas ficam fodidas da cabeça e só fazem aquilo que as pessoas fazem quando estão a ser descritas, que é a forma que o escritor tem de mostrar que é a pessoa mais solitária do mundo. portanto isto não é literatura, porque a literatura é a coisa mais ausente que o escritor conseguiu encontrar ao fim da outra rua onde nem sequer viveu. de maneiras que num livro assim não há linguagem, porque a linguagem vive de símbolos e os símbolos foram criados por rapazes e raparigas que não chegavam aos sítios com as mãos todas que temos quando nos calha água na boca ou um brilho na cabeça por causa do cacimbo ou do calor. digamos que há voz, falemos outra vez, com o corpo todo que não vai ao fim da rua,
cheiro-te, atinjo-te, agora vês-me,
a promiscuidade é a coisa mais pura que existe.

Rui Costa

7 Comments:

At 2:07 da tarde, Blogger manuel a. domingos said...

já tinha vontade de ler o rui!

 
At 2:44 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Esta glosa á não-literatura também não é literatura?
gaf-gaf

 
At 12:54 da manhã, Anonymous Anónimo said...

manuel: viva, boas férias.

gaf-gaf: é literatura é, ou então é "literatura", o universo às vezes é chato pra caramba.

Rui Costa

 
At 2:23 da tarde, Blogger etanol said...

Olha o Rui voltou mais a literatura, ainda bem, tinha saudades dele, faz muita falta por cá!
Maria João

 
At 12:10 da manhã, Anonymous Anónimo said...

obrigado etanol, é preciso é pessoas fixes como tu.

Rui Costa

 
At 10:21 da manhã, Anonymous LASSALETE GONÇALVES said...

saber interpretar a literatura que não parece ser literatura é bom também!...mas que é, é, meu amor! e como é!!!!

Lassalete,no Dundo.
hoje mesmo dia 7.8.08
beijos de Bom Dia brilhantes como os diamantes...

 
At 12:01 da manhã, Anonymous Puri said...

Vaya, me ha encantado!!
Pese a ser española y tener un portugues muy limitado he viajado a Luanda, tragado polvo, mojado con la lluvia sonreido con los peques y tragado aire con los mayores...
Te encontre en Cáceres y te estoy esperando...

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home