6.5.08

O PREÇO CERTO

O Filipe Moura coloca uma questão essencial neste post que devia fazer pensar o consumidor mais incauto. Basicamente trata-se de inflacionar os preços de um determinado produto antes de o colocar à venda com desconto, fazendo assim passar a ideia de que o desconto é um ganho substancial para o consumidor quando, na realidade, não é. Por razões que não vou agora explicar, estou muito bem informado sobre estas questões. Sobre estas e sobre outras como estas. Por exemplo, sobre preços trocados nas prateleiras. Sobre produtos que nas prateleiras têm um preço e nas caixas de pagamento têm outro. Sobre packs de produtos, com preços supostamente aliciantes, que saem mais caros do que se os produtos forem comprados à unidade. E por aí adiante. No entanto, pegando no exemplo dado pelo Filipe Moura, quero partilhar um pouco convosco do meu maior pesadelo profissional. Fui assistente de Call-Center durante sete meses. A minha função era vender um telefone e, caso o cliente mostrasse interesse, um modem de Internet portátil. Posso dizer-vos que esse modem, no espaço apenas de uma semana, teve três preços diferentes. Assim, à segunda-feira houve um cliente que o comprou a 69.90, à quarta-feira outro cliente comprou-o a 49.90 e à sexta-feira um sortudo qualquer tê-lo-á comprado a 29.90. Dificilmente alguém considerará ilegítimas estas oscilações no preço de um mesmo produto de uma mesma empresa, isto tudo no espaço de uma semana. Na semana seguinte o produto voltou a ser vendido ao preço inicial, ou seja, 69.90. A minha pergunta é: quem sai beneficiado? O consumidor? A liberdade de fixação dos preços nunca há-de beneficiar o consumidor. No exemplo que vos dou isso é claro. Mesmo julgando que o 29.90 tenha saído beneficiado relativamente aos 49.90 e 69.90, ele representará uma ínfima parte dos que saíram prejudicados, isto é, todos os que compraram e continuarão a comprar o produto a 49.90 e 69.90. É uma aritmética fácil de fazer e bastante lucrativa para quem vende. Para quem vende, salvo seja. Eu vendi e não ganhei nada com o negócio.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home