23.1.06

Coincidências

Através do Jóias de Família fico a saber que João Bénard da Costa terminou um texto sobre Le Diable Probablement, filme de Robert Bresson, com uma citação de Jorge de Sena: "Nada mais existe, nada mais tem importância, / para quem viu a treva nos intervalos das coisas." A mesma citação serviu-me de epígrafe na entrada de um livreco de poemas que publiquei vai fazer seis anos. Só uma coincidência dessas me impeliria à imprudência de rememorar aqui estes tristes versos:

A amada elevou-se com o sabor de um beijo.
Bruniu a carne com as palmas das mãos.
A amada fez do corpo uma tela
onde os dedos eram pincéis.
A amada, no visco de uma caverna,
numa morada sem nome,
foi quarenta portas abrindo-se ao ódio.

1 Comments:

At 1:13 da manhã, Anonymous .RMR said...

uma feliz coincidência :) um abraço.

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home