2.2.06

Contagem decrescente


imagem respigada aqui
No meio da desorientação geral há uma pessoa que tem a obrigação de ser calma: o professor; compreendemos que todos protestem e discursem e escrevam os seus artigos destruidores, que todos se deixem levar pelo que neles há de ressentimento animal e não de claro pensar humano, que todos se entreguem ao delírio e fujam da apolínea geometria; jamais poderemos compreender que o faça um mestre; mais do que qualquer outro ele tem de viver pelo espírito e para o espírito; só o pode tornar inquieto o não conhecer as causas de um fenómeno: mas já para as descobrir tem de ser sereno; e, conhecidas elas, não há a mínima desculpa para qualquer acto que o iguale aos que o atacam.
Agostinho da Silva
13 de Fevereiro de 1906
3 de Abril de 1994

2 Comments:

At 4:03 da manhã, Anonymous fgs said...

Este tipo era (e ainda é) fantástico. Às vezes, chego a pensar que é impossível que um homem destes tenha existido.

 
At 11:19 da manhã, Blogger Rui said...

Excelente texto! Tomei a liberdade de copiá-lo, com a devida referência à origem, para um blog colectivo de professores http://blogdosindocentes.blogspot.com/. Obrigado.

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home