3.10.06

A


Não era esta mulher. Era. Ela disse: não consegues dizer não a uma mulher. Não era verdade. Eu consigo. Eu consigo meter o corpo à frente de deus, percebes, saber que ele tem muito medo de mim e vai comer maçãs. Há um rio mas ele põe as cascas num monte e depois fica a prejudicar-se, a cismar com os olhos a desfocar o rio, a fazer de conta para o tédio não vir. É um medricas, no fundo.

Eu sempre me dei mais com mulheres, as mulheres têm problemas no motor de arranque. Dizem que eu as assusto, que os meus olhos por vezes são loucos. Eu percebo. Eu meto-me contigo. Se não tentares demais a minha paciência eu tenho a paciência toda.

Ela disse: gostar de uma pessoa é ser capaz de comer o seu lixo. Calma. Eu sei disso. Não chegamos lá, agora mexo onde me apetece. tu também. Anda cá, abre as tuas feridas para eu as foder. São laranjas afinal. Depois do resto pode ser este beijo. Depois de tudo.

Rui Costa

8 Comments:

At 12:19 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Loucos são os que calam.Gostei.Muito.
PB

 
At 2:05 da tarde, Blogger Exagerada said...

Es verdad lo de tus ojos. Quizá tambén lo del beso. No sé.

 
At 3:32 da tarde, Anonymous Anónimo said...

...

Jr

 
At 3:48 da tarde, Blogger etanol said...

tens uns olhos muito bonitos e fora do vulgar, são cor de mel, castanho dourado, é pena usares oculos escuros.

 
At 4:59 da tarde, Blogger Tânia Pereira said...

Isto a vida internética e bloguista tem destas coisas, como na vida real...
Aconteceu terem-me sugerido um livro e depois terem-mo emprestado. Aconteceu andar a lê-lo de forma desenfreeada. Não pelo suspense, não pela fantástica linguagem e nem mesmo pelo enredo com personagens nada magníficas. Apenas porque é uma captação mais real e mais libidinosa do que se costuma ler em escritores americanos...Aconteceu ler o teu texto, deste blog que frequento e encontrar semelhanças com essa escrita.
Também podem ser os meus olhos apaixonados que vêm apenas o que querem...os meus olhos que também dizem que por vezes são de louca...enfim...aconteceu que gostei muito do texto que escreveste.!
Já agora o livro chama-se "Mulheres" e o autor é Charles Bukowski.

 
At 7:18 da tarde, Blogger margarete said...

« Anda cá, abre as tuas feridas para eu as foder. São laranjas afinal. Depois do resto pode ser este beijo. Depois de tudo.»
muito bonito.

 
At 8:22 da tarde, Anonymous Amac said...

Ah Ganda RUI COSTA! :)

 
At 10:45 da manhã, Anonymous Anónimo said...

:)
Rui Costa

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home