12.7.07

O Comboio Manhoso


Não pares, não olhes,
e não escutes,
disse-lhe o comboio

naquele quente dia
na estação
de Castro Marim.

E, um pouco
à frente,

ele
não parou

nem
olhou…

só foi pena
não ter
ouvido o apito!

Carlos Mota de Oliveira

Carlos Mota de Oliveira nasceu na cidade de Lisboa, em 1951. Passeou-se pela Escola Primária na ilha de S. Miguel, o Liceu em Luanda e Lisboa, a Universidade na cidade de Évora. Escreve, publica e é publicado desde 1973, ano em que deu à estampa Isabelarcoírisdovinho. Grande parte da sua obra foi publicada em edições do autor, mas tem também livros publicados nas casas editoriais Fenda, Caminho, Teorema, entre outras de menor divulgação. Publicou sob os pseudónimos de Ana de Sá e José Bebiano. »

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home