31.1.08

Micros da borderline #1

Saí para a rua com uma saia nova que adquiri nos saldos – já não usava uma saia assim tão curta há uns anos e é rodada, dá gosto andar com ela. Pelo sim pelo não, enquanto acelerei o passo, verifiquei com a mão direita se ela estava bem no traseiro e oiço uma voz feminina a alertar-me nas costas: olhe que eu estou aqui a ver tudo. Viro-me para traz e deparo-me com uma black de sorriso luminoso, gozão e desato a rir à gargalhada, respondendo-lhe: com estas saias tem de se ter cuidado. Paramos as duas, eu continuo a rir e ela despede-se dizendo: a gente tem de se rir de alguma coisa, não é?

Maria João

6 Comments:

At 1:58 da manhã, Blogger rui said...

Apetece-me comentar isto, mas não sei bem o q dizer (o q já é dizer...)

 
At 12:49 da tarde, Blogger etanol said...

:) não usas saias!
Maria João

 
At 1:29 da tarde, Anonymous Anónimo said...

olá João, realmente há ulguma coisa que muda na atitude qunadese nada de saias é quase instintivo. Eu como passo a vida a subir para cima de escadotes, bancos, e outras tropelias ando quase sempre de calças...

Aurora

 
At 1:31 da tarde, Anonymous Anónimo said...

* quando se anda

sorry
Aurora

 
At 2:57 da tarde, Blogger etanol said...

Grande Aurora!
Vou-te escrever
:)
Maria João

 
At 4:47 da manhã, Blogger APC said...

É... O regresso a qualquer coisa que os dias vão esquecendo... Tá bem lembrado, aqui! :-)

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home