16.3.09

DIA 75

Estranho sonho: uma loura de lábios rubros levava ao rubro um palhaço triste confeccionando-lhe um felattio (o corrector do Word propõe Felício, Flávio, falácia, falécio, felicito, filhito). Subitamente a mastodôntica do palhaço descolou-se do baixo dentre e colou-se à boca da loura, a qual, sufocando, apenas conseguia proferir sons imperceptíveis (há um termo técnico que agora me escapa) do género: uhh, nhum, uão, nhen, nhem, umm, huomm… Afinal a coisa era de borracha. Debaixo escondia-se minúsculo membro, o que explicava a tristeza do palhaço. Em redor do número, a canalha, com sorrisos de orelha a orelha, rostos muito pálidos, cabelo eximiamente penteado, aplaudia os grunhidos (continua a escapar-me o termo técnico) da loura.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home