1.7.05

ARTILHEIRO

Será que me enviaram para longe da minha mulher e do meu gato
A um médico que me auscultasse e contasse os meus dentes,
Para a linha da frente, para a fornalha duma tenda?
Será que eu assenti aos aviões das escolas?
E os combatentes enrolaram-se nos projécteis como coelhos,
O sangue coalhou sobre os meus estilhaços como uma crosta –
Será que eu ressonei, tudo pálido e quieto na torre,
Enquanto as palmas se levantaram do mar com a minha morte?
E aqui termina o mundo, na areia de uma sepultura,
Por cima de todas as minhas guerras? Foi tão fácil morrer!
Terá a minha mulher uma pensão de muitos ratos?
Terão enviado as medalhas ao meu gato?
Tradução possível de HMBF.

Randall Jarrell

Randall Jarrell nasceu no dia 6 de Maio de 1914 em Nashville. Ainda que muito superficialmente, fez parte de um grupo de poetas da Vanderbilt University denominado de Fugitives. De espírito acutilante e dotado de um sentido de humor por vezes perverso, Randall Jarrell deu que falar como crítico de outros poetas. Em 1942 publicou o seu primeiro livro de poemas: Blood for a Stranger. Nesse mesmo ano entrou para a Força Aérea, experiência que lhe daria azo a uma série bastante afortunada de poemas. Depois da guerra, foi editor, tradutor e professor. Em 1960 ganhou o National Book Award com o livro The Woman at the Washington Zoo. Entretanto, ficou mentalmente afectado por uma depressão que o terá levado a uma tentativa de suicídio falhada. Morreu em circunstâncias estranhas, numa altura em que andava em tratamentos terapêuticos, atropelado por um carro no dia 15 de Outubro de 1965.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home