9.1.07

Kung-Fu-Tze


Que a filosofia começou na Grécia, que sem ela não havia ciência, que os povos orientais só tinham um pensamento mitológico, etc. No entanto, que os gregos sacaram aos orientais alguns conhecimentos científicos, nomeadamente nos domínios da matemática e da astronomia. Comecei a licenciatura de filosofia a discutir com uma professora esta contradição. Ela convencera-se de que a filosofia, enquanto sistematização do pensamento racional, era uma herança dos gregos. Eu dizia-lhe que não podia ser porque, a não existirem outras razões, só muito acrobaticamente conseguiríamos ver mais razão nos pré-socráticos do que nos sábios-videntes da antiga Índia. Além disso, só um louco pode julgar Sócrates mais racional que Confúcio. Conheço poucos pensamentos tão racionais como Os Analectos, nos quais encontramos, aliás, felizes coincidências com os mais eminentes filósofos da Grécia antiga (por exemplo, a ideia de que a virtude está no meio termo ou que não se deve impor aos outros o que nós próprios não desejamos). Deixo quatro dos pensamentos de Confúcio que mais aprecio, chamando a vossa atenção especial para o último (é um exemplo que procuro sempre seguir à risca):

«Um bocado de madeira apodrecido não pode ser esculpido, nem uma parede de estrume seco pode ser rebocada.»

«Gostar muito de alguma coisa é melhor do que meramente conhecê-la e encontrar alegria nela é melhor do que meramente gostar muito dela.»

«Eu não aprecio aqueles em quem o plágio é tido como sabedoria. Eu não aprecio aqueles em quem a insolência é tida como coragem. Eu não aprecio aqueles em que a exibição de outros é tida como sinceridade.»

«Apenas no caso do vinho não punha a si próprio qualquer limite rígido.»

4 Comments:

At 1:55 da tarde, Anonymous Fernando M. Dinis said...

Eu sempre achei esse filósofo um pouco confúcio de entender.

(sorry, não consegui conter-me
;-))

 
At 5:18 da tarde, Anonymous hmbf said...

:)

 
At 11:52 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Mas os greco-latinos foram influenciados por essas outras fontes através de quem? Persas, indianos? árabes?

 
At 12:17 da tarde, Blogger hmbf said...

Caro DL, o seu comentário é muito interessante porque parte de um princípio, o da influência, que sempre me pareceu errado. Não se trata de quem influenciou quem, mas de saber se antes dos greco-latinos já havia ou não filosofia. Ora, eu penso que a filosofia é intrinsecamente humana, está relacionada com o espanto, a dúvida, dimensões do humano que não podem ser circunscritas geograficamente.

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home