8.1.08

CINCO POEMAS EUROPEUS #4

O DIA DE PHILICARI

Georg Friedrich Haendel
em Meerbusch
no Hotel
com mendigos à porta
um de perna quebrada
outro zarolho
outro recordando os seus dias felizes
uma tarde junto ao rio
com uma pequena que o adorava
"Zozi!" dizia ela "Zoziiiii!"
De boca aberta pensa
Coça uma perna chagada
Olha o outro do lado é uma outra
De saias até aos pés olhando o homem

que agora chega de roxo e ouro, as meias verdes
um comerciante célebre que dias antes enviuvou
"Zoziiii!" chama uma voz fresca morta esfomeada
Ele sorri a boca enegrecida os olhos mais fundos

Junto ao rio os mesmos barcos, a mesma água.
Philicari prende o violino, a mão hábil o queixo recolhido
O arco a direito sobre as cordas um sussurro rouco

Haendel sai, a carruagem vai partir os mendigos
olham-no a pouco e pouco mais longe na rua depois
escurecendo mais e mais

deserta.

Nicolau Saião

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home