9.4.08

teoria lírica (7.CINCO CANÇÕES DE AMOR E MAIS NADA)

1.

Tanto pó, tanto lixo
e o cetim
que nunca mais acaba.

2.

Andrade, come agora a mesa do jantar
para ficarmos juntos mais um bocadinho.

3.

Acabei agora de resolver
um daqueles problemas impossíveis, impossíveis.
A perseverança é bestial, não é?

4.

O meu amor é tão docinho
que até me dói o coração nos dentes.

5.

Sim, é para toda a vida
o Domingo.




Rui Costa

1 Comments:

At 9:17 da tarde, Blogger margarida said...

6. Gostava tanto de escrever que
quando entrava num estabelecimento comercial a primeira coisa que fazia era pedir o Livro Amarelo.

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home