23.5.08

UMA GERAÇÃO DO SILÊNCIO ENTRE VÍRGULAS

Escrevi aqui sobre a revista Criatura. Entretanto, outros escreveram muito melhor que eu. Porque as perspectivas, não sendo antagónicas, manifestam sentimentos diferentes, chamo aos arquivos outros testemunhos:

«(…) a vontade de diferença ou de distanciamento atravessa, de um modo por vezes notável, alguns poemas aqui reunidos. Percebe-se, sem dificuldade, que estamos quase sempre perante autores muito jovens, não faltando certos ecos adolescentes. E é provável – perdoe-se a crueza do reparo – que o que para uns serão os primeiros e auspiciosos passos possa vir a ser, para outros, um mero e inconsequente desabafo».
Manuel de Freitas, Actual, Expresso, 19 de Abril de 2008

«Não é muito evidente, nos tempos que correm, que uma revista de poesia surja logo no primeiro número com a afirmação de qualidade e de coerência que esta «criatura» apresenta. Entre um parágrafo introdutório e uma nota final, ao longo de 110 páginas, o leitor vai descobrindo 15 novos poetas com a surpresa de vozes originais e que dominam plenamente a linguagem poética. É evidente que se trata de um ponto de partida para o que se poderá designar um grupo, uma geração, ou apenas uma reunião de vozes que manifestam uma identidade temática e estilística (…)».
Nuno Júdice, JL, 21 de Maio de 2008

1 Comments:

At 1:39 da manhã, Anonymous Anónimo said...

estou com uma insónia. onde é que possível comprar a revista?

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home