20.7.07

MAIS POETA



Sinto-me mais poeta. Além da asma, descobri outra coincidência com o Mestre O’Neill. Já contei a amigos, penso mesmo que escrevi sobre, que uma vez concorri a Bolsa de Criação Literária com um projecto completamente desmiolado. Fi-lo, fique claro, por provocação privada. Consistia o dito na intenção de levar a cabo um livro de poemas todo ele escrito com títulos recortados da imprensa escrita. Pois descubro hoje, ao ler a biografia que Maria Antónia Oliveira votou ao poeta O’Neill, que este atravessou «uma fase em que fez poemas com recortes de jornal, com palavras lidas e arbitrariamente fixadas, por exemplo, numa página de anúncios» (p. 51). Ele há coisas!

2 Comments:

At 10:09 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Bom para ti, palhaço. Limpa as mãos à parede!

 
At 11:11 da tarde, Anonymous hmbf said...

:0)

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home