3.10.08

APRENDER A CONTAR #16

Gosto imenso de cinema. Chego sempre à hora exacta em que começa a sessão. Sento-me, instalo-me, concentro-me e tento não perder uma palavra, primeiro porque paguei o preço do bilhete, e depois porque gosto de me instruir. Não gosto que me incomodem e por isso procuro sempre sentar-me no meio da fila, para não ter ninguém a passar à minha frente. Não suporto que me falem. Não suporto! O tal casal passava de um para o outro o Noticiário Universal, sussurrando. Discretamente, mostrava o meu descontentamento. Ainda se calaram mais ou menos durante o desenho animado, que era mau e que ainda por cima eu já vira. (É inadmissível num cinema de ensaio.) Recomeçaram a falar durante o documentário. Enfureci-me e calaram-se durante meio minuto, mas quando o filme começou não o consegui suportar mais tempo. Tinha a certeza de contar com a simpatia dos que estavam sentados à nossa volta. Pus-me a assobiar. Então caíram-me em cima. Era uma flagrante injustiça. Voltei-me para os palradores e gritei:
— Vão calar-se ou não?
Então o homem respondeu-me com uma grosseria. A mim! Saquei da naifa. Para ele e para os outros, para os ensinar a estar calados.

Max Aub (1903-1972), Crimes Exemplares, Antígona, trad. Jorge Lima Alves, 2.ª Edição, p. 87, Maio de 2005.

#1 / #2 / #3 / #4 / #5 / #6 / #7 / #8 / #9 / #10 / #11 / #12 / #13 / #14 / #15

3 Comments:

At 12:48 da tarde, Blogger apedroribeiro said...

genial.

 
At 7:35 da tarde, Blogger Logros said...

Hi, hi!....
Pensei de início, que a naia fosse das Caldas :))))
E nos Concertos Clássicos, em certos auditórios?
Como a malta só se impressiona com os "fortes", escolhem as partes mais líricas do ´"pianíssimo", para tossir, desembrulhar rebuçados, abrir fechos das carteiras, etc.
Isto, se não há por lá um telemóvel esquecido...
E ass pipocas nos cinemas?

Bem, eu fui ao cinema pela 1.* vez com 3 anos, ver uma fita do Bob Hope. E nesses gloriosos tempos, em que não havia classificação por idades, à entrada, podia-se fumar em certas salas e havia quem levasse criancinhas de colo. Quanmto às assistências dava um filme, dfesde os assobios quando o parzinho se beijava, às bocas que faziam rir o cinema inteiro ou ao frenesi ruidoso a apoiar o herói em perigo.

Depois vieram os "maiores de 13 anos"; e lembro-me duma prima que tinha 11 e metia lenços de assoar debaixo do peito do vestido,tipo implantes, para ir com os mais velhos e tentar entrar sem lhe pedirem o BI.

 
At 12:55 da tarde, Blogger hmbf said...

Apedroribeiro, eu diria mesmo genialíssimo.

Logros, no "Cinema Paraíso" vê-se de tudo: escarradelas, mijo, masturbações, quecas, etc. O cinema era um local escuro. :)

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home