26.10.08

APRENDER A CONTAR #32

HORÁRIO E TRABALHO

Um amigo, diplomata brasileiro, foi colocado na Embaixada do Brasil na Holanda. Chegou à noite e, logo na manhã seguinte, telefonou para a Embaixada para combinar com o Embaixador a sua apresentação. Atendeu o porteiro, um português imigrado que assegurava a guarda daquela casa.
O diplomata perguntou:
― O Senhor Embaixador está?
― O Senhor Embaixador não está.
E, como ele sabia como se compunha o quadro da Embaixada foi perguntando, um por um, pelos vários titulares. Não estava nenhum. Admirado perguntou:
― Então, de manhã não trabalham?
Resposta do porteiro:
― Não. De manhã não vêm. A tarde é que não trabalham.

António Alçada Baptista (1927), A Pesca à Linha – Algumas Memórias, Presença, p. 148, Janeiro de 1998.


#1 / #2 / #3 / #4 / #5 / #6 / #7 / #8 / #9 / #10 / #11 / #12 / #13 / #14 / #15 / #16 / #17 / #18 / #19 / #20 / #21 / #22 / #23 / #24 / #25 / #26 / #27 / #28 / #29 / #30 / #31

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home